Mais um dia. Menos um dia. Impressiona a sensação de que passa cada vez mais rápido. Como se amanhã já não fosse o penúltimo dia de maio. Domingo, o meio do ano. Como se nada tivesse se passado, em 2008, de 150 dias. Ou, então, 3.600 horas. Ou, então, 216.000 minutos. E assim vai. Esqueci muitas coisas. E isso me faz pensar que a doença do ressentimento ainda não me tomou por inteiro.

Anúncios